sábado, 26 de maio de 2012

No Céu



No céu as nuvens espreguiçam-se
Em pingos de chuva
Que brandamente
Dissolvem-se em mim
No meu corpo que se sente ensopado
E gélido
Não gosto de sentir o cair da chuva
Em mim
Mas sorvo as gotas
Como cálices de saudades
Fecho os olhos
E
Lembro-me de ti.
.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores