quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Mulher


Quem és tu
Que da noite
Numa onda apareceste
Esbatendo-se na praia
Foi uma onda a tua mãe
Que na noite te pariu
Tiveste a lua por madrinha
A madrugada te beijou
Em seu regaço te guardou
Da aurora uma flor
És mulher
Procurando o amor
Serás aquilo que eu sei?
Nos momentos que me deste
E naqueles que te dei
O que fizemos foi passado
O futuro será aquilo que se quiser
SOU HOMEM E TU MULHER
.

  • :



quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Diário



Nelas escrevemos
O que de nós sentimos
Importante ou nem por isso
O que nelas escrevemos
Memórias de alegrias/tristezas
Os desenganos que sobram
Dos sonhos que criamos
Das ilusões que nos deram
Confidentes e amigas
São as páginas de um diário.
.
Foto GOYART

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Procuro-te


Procuro-te
Por estradas e caminhos
Por veredas e atalhos
Sigo as pistas mais recentes
Que deixas ao passar
Segues lenta, insegura
No desejo  
Que eu te vá encontrar.
.

domingo, 19 de agosto de 2012

fazes-me falta


Das estrelas que estou vendo
Uma serás tu
Que por mim estás olhando
Nesta vida passaste
De forma fugaz e repentina
Pela vida que me deste
Por quanto me amaste
Em teu riso que tão pouco vi
Pelas lágrimas que derramaste
Quando de ti me levaram
Sempre te amarei
De tudo o que me ensinaste
Do quanto ainda não sei
Dos teus ensinamentos preciso
Foste embora cedinho
Deixando-me
Neste mundo sozinho
Eu sei
Não foste tu que o quiseste
Alguém te chamou naquela hora
Por isso te perdoo
Mas
Preciso de ti
Aqui

sábado, 18 de agosto de 2012

nas águas


és o vermelho do vinho
que me sacia e embriaga
no teu manto o desejo
com que me chamas e excita
sentindo em nós a vontade
de te ter nos braços meus
desnuda e cintilante
em cálidas águas despida
no crescendo de querer
que nossos corpos vão sentindo
desejando estar em ti
em caricias envolvido.

foto : maszu

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

miragem

Pełny ekran 


Acordei com o cheiro a sal
Que me invade as narinas
No deserto que sinto em mim
Fecho os olhos, tateando o leito
Sinto a miragem do oásis que há em ti
Onde sacio a minha sede
Saboreando do mel que tens em ti
A sombra de uma palmeira
É o leito em que te sinto
Onde me deito e descanso
Envolto em abraço teu
Na ternura de um carinho meu
.
Foto: satriani

sábado, 11 de agosto de 2012

Ouvir-te


Solta-se um som
Ouve-se o mar
Numa foto de um por do sol
Ouve-se o chilrear de esbelta beleza
Que uma gaivota tem no voar
No bater das suas asas
Um sussurro dos lábios teus
Encontra os meus
Em doce beijar

Seguidores