terça-feira, 31 de março de 2015

Conta Corrente


Joy Jordan

Nada devo á vida
A vida nada me deve
Do contrato que fizemos
Não escrito
Não falado
Conta corrente não existe
Tão só
Trocas sem valor definido
São apenas desejos
Risos, dores, prazeres
Vontades
Ou nem isso
Soma de erros
Em que o valor é omisso
Colunas de deve e haver
Vazias de sentir
Saldo zero de viver

domingo, 15 de março de 2015

Rosa

Fetish

E o fogo do brilho do seu olhar
Reflectindo a luz do luar que brilhava
Na viela escura
Degraus subindo
De rosto afogueado
Seus olhos
Dois botões de brancas rosas
Espelhando um amor retraído
Procuravam seu beijo
Sentir a brisa dos lábios
Deslizando em seu rosto
As bocas
Se tocando
Na humidade de um beijo ardente
De amor sedento
O corpo tremendo
Quando seus olhos beijou
O tempo parou

sábado, 7 de março de 2015

momentos

Metin Demiralay

Há quem fique em nós
E há quem passe
E de si nada fique
Memorias das ondas
De palavras
Imagens
Que nua te mostra
E trazem até mim
Gota de água salgada
Molhando meu rosto
Lágrima de saudade
As emoções dos lábios
Percorrendo teu corpo
Um sopro de vento
Nos canta
Segredos de nós
No amor que fazemos
Ao som das ondas
Desmaiando na praia

segunda-feira, 2 de março de 2015

um sentir

Arseny Semyonov

Para lá do desejo
Um sentir que está presente
Em pequenos sinais
Vai entendendo
Que não é mais que
Ínfimo grão de areia
Soprado nas asas do vento
Acha de fogueira
Em brando lume
As entranhas de quem sofre
Vai queimando
Magoado e sem chama
Estará sempre ausente
Para quem ama
E nada sente

Seguidores