sábado, 23 de junho de 2012

segredos


Quando na quente noite
Vais saindo de mansinho
Do calor que em ti havia
Fica o frio da saudade
E no cerrar dos olhos meus
Deslizam os segredos
Entre nós guardados
Dos momentos de luxúria
Por nossos corpos acabados de viver.
.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores