quinta-feira, 25 de maio de 2017

Sorrisos

olga astratova


Gaivotas não deixaram de voar
Sobre o calmo tejo
Sua graça vertendo
Em bandos de alegria marejando
Flores nos jardins não murcharam
Lírios, Magnólias, Jasmim
De escarlate rosas
Os rios não secaram
Tépidas, calmas, revoltas
Águas de ilusões
Em mares desaguam
Perdendo-se em ondas
Por marés levadas
Não será
Por desencontrados caminhos
De ideias seguidos
Em fuga da amizade
Que os sorrisos se quebram

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores