sábado, 5 de julho de 2014

levitando

Svetlana Belyaeva


Pelos caminhos de nós
Percorrem-se atalhos, veredas
Soltam-se amarras
Do cais
Onde atraca a solidão
Dançam as ondas dos sonhos
Em músicas de pautas mudas
Um piano que canta
Um pandeiro que saltita
Pelos caminhos da vida
Dançando nas asas do mundo
Há sempre um sonho que levita

1 comentário:

Seguidores