sábado, 14 de novembro de 2015

segredos

Mira Nedyalkova

Todos têm segredos
Coragens, orgulhos, medos
Em cada um existe
O herói e o vilão
Que vai dizendo que sim
Sabendo dizer não
O tempo que o tempo leva
É o mesmo que tempo trás
Que parecendo igual
Se torna diferente
Esquecendo o que sentiu
Nas recordações
Do quanto sente
Albergando regresso de memórias
Que se tornam turbilhão
Vivido no presente

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores